As pequenas virtudes – Natalia Ginzburg

Meu primeiro contato com a Natalia Ginzburg foi ano passado quando li Caro Michele. Esse livro mexeu comigo de um jeito que eu não esperava. No começo da leitura eu não dei muito valor, achei que ia ser um livro ok, mas eu estava muito enganada. Caro Michele ficou comigo por muito tempo, eu sempre pensava nas personagens e em tudo o que elas passaram e até hoje eu ainda penso nesse livro sempre com muito carinho.

E por ter todo esse apego com Caro Michele eu fiquei muito animada quando a Cosac lançou o livro de ensaios da Natalia. Já comentei aqui no blog que eu gosto muito de ler não ficção. Por mais que a gente conheça muito dos sentimentos e a visão de mundo dos autores nos livros de ficção, eu acho que é na não ficção que o leitor realmente conversa e conhece os autores. A não ficção é uma forma mais crua, mais verdadeira deles.

A Natalia teve uma história de vida bastante triste. Ela era de família judia, foi exilada junto com o marido e os filhos durante a Segunda Guerra por causa da postura anti fascista. Além disso no final da Guerra o marido dela foi preso e torturado até a morte.

No livro As pequenas virtudes encontramos 11 ensaios de diferentes momentos da vida dela. Os textos estão organizados em ordem cronológica, sendo que o primeiro foi escrito em Roma em 1944 e o ultimo foi escrito em Londres em 1960.

Os primeiros ensaios falam principalmente sobre o exílio, pequenos detalhes do cotidiano da família tentando se adaptar a nova vida. Ela também fala sobre a morte do marido, o sentimento pós guerra e as relações familiares. Na verdade as relações humanas em geral e o cotidiano da Natalia, estão presentes em todos os ensaios dessa coletânea.

Esse livro é muito lindo e muito triste. Em alguns momentos eu me sentia lendo um diário dela, é como se ela desabafasse com o leitor. 

A escrita da Natalia é um simples e muito clara. A gente realmente consegue enxergar a alma dela nos textos e acho que é por isso que o livro emociona tanto. Você não precisa concordar com a visão de mundo da autora para se emocionar com os ensaios.

Em todos os ensaios a gente sente uma melancolia e uma dor. Os textos parecem te transportar para um ambiente mais triste e frio. Todos os acontecimentos da vida da Natalia deixaram ela mais dura, mas não no sentindo de que ela é uma autora insensível. O que eu sinto é que ela tem uma casca, é como se ela se protegesse nessa melancolia.

Apesar de toda a tristeza desses ensaios, As pequenas virtudes é um livro que deixa seu coração mais quentinho. A leitura é muito gostosa, muito fluida. O tempo todo você sente que está lendo um livro muito lindo e que mexe demais com o leitor.

Ela fala sobre a vida pós guerra, sobre a pobreza, a simplicidade, sobre a família, os valores pessoais, sobre amizade e também fala muito sobre como ela se relaciona com a escrita. Eu gostei muito de conhecer a história de como ela começou a escrever, quais foram os sentimentos dela com os primeiros textos escritos.

No ensaio Ela e eu, Natalia fala sobre a relação dela com o segundo marido. Eles eram muito diferentes e eu fiquei com uma sensação muito grande de desconforto. Não sentia ela bem nesse casamento. Mas nesse ensaio ela fala um pouco sobre como a poesia deixava ela mais feliz. Ela fala sobre isso também no ensaio O meu oficio. Ler sobre a relação dela com a poesia e a escrita traz uma sensação muito gostosa, uma calma.

É dificil de explicar o porquê esse livro é tão lindo. Mas com toda certeza já está na minha lista de melhores leituras do ano e eu torço muito para que outras editoras publiquem mais livros da Natalia.

As pequenas virtudes foi publicado pela Cosac Naify (que já está fazendo falta demais) e tem 160 páginas com 11 ensaios maravilhosos!

assinatura

Anúncios

6 comentários sobre “As pequenas virtudes – Natalia Ginzburg

  1. Amooooo esse livrinho! Fiquei muito emocionada em várias partes! E concordo com vc, ” Você não precisa concordar com a visão de mundo da autora para se emocionar com os ensaios”. Adorei! Bjão lindeza! Isa.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s