#4 Pontos negativos do Kindle

Há um tempo atrás eu fiz um post falando alguns pontos positivos que me deixam muito satisfeita com o Kindle. Aquela lista podia ser muito maior. Por exemplo eu não mencionei o Kindle Unlimited naquele post, acabei fazendo esse post aqui separado. Também não falei que quando você compra um livro pelo site da amazon, você tem a opção de receber algumas paginas do livro no kindle e assim você pode começar a ler antes que o livro chegue na sua casa. Ótimo para ansiosos.

Mas nessa vida nem tudo são flores e por mais que eu goste muito do meu kindle, tem algumas que complicam um pouco a nossa relação. Lembrando que esses pontos são algumas coisas que me incomodam, mas para saber se são realmente significativos para você, é sempre válido fazer pesquisas mais detalhadas, OK?

DSC05725Foto1

#1 Leitura de PDF

Quando eu comprei o Kindle a minha ideia era usar para ler os artigos científicos da faculdade. Na verdade muita gente me procura para saber mais exatamente sobre como é ler artigos no e-reader (já falei sobre essas coisas nesse outro post sobre as perguntas mais frequentes sobre o kindle)

O PDF não é um formato próprio para e-readers. Eles abrem sim, mas você não consegue configurar tamanho de fonte por exemplo. Os recursos são mais limitados. Além disso ele abre como se fosse uma imagem, então fica pequeno demais, mas nada que o Zoom não resolva. Existem várias ferramentas que você pode usar para converter do PDF para o formato do Kindle ou qualquer outro e-reader. Essas ferramentas são ótimas, o arquivo fica perfeito e sua vida volta a fazer sentido, desde que o texto esteja em uma única coluna. 

No meu caso não adianta. A maioria dos artigos acadêmicos que preciso ler são divididos em duas colunas. Nesse caso quando convertemos um PDF para o formato do Kindle, o texto fica completamente fora de ordem e não faz sentido nenhum.

Como eu lido: eu leio sim muitos artigos pelo kindle. Assim eu sempre tenho meus artigos comigo, posso usar dicionário de inglês, pesquisar termos no wikipédia, posso grifar partes importantes, fazer anotações…enfim, é lindo. Mas eu coloco no modo paisagem e ai na tela do Kindle aparece metade da página do meu artigo e já fica mais confortável para ler. E sempre tem o recurso de dar zoom. É a coisa mais prática do universo? Não. Mas funciona bem pra mim e eu não me incomodo tanto, mas pode ser que te incomode muito. Procure mais detalhes e imagens na internet, ou pega o Kindle de um amiguinho e teste pra saber se você se adapta.

#2 Teclado e acesso a internet

Pelo o que eu vi na internet todo e-reader é assim, eles exigem que você seja delicado e tenha muita paciência. O meu Kindle é um paperwhite e ele é todo touch. Então quando eu vou escrever uma anotação em um texto ou fazer uma pesquisa, ele abre um teclado na tela. Esse teclado é muito lento. Não adianta você digitar rapido porque as palavras vão sair comidas, faltando letra, uma bagunça. Então você respira e digita com calma. Não precisa ser tão lento, mas com calma. Ele não é o teclado do seu celular que você sai apertando sem nem olhar direito e confiando no corretor automático, ele precisa que você saiba o que esta fazendo. Como somos acostumados a digitar tudo muito rápido, o teclado do kindle as vezes irrita um pouco.

Quanto a internet, o meu aparelho só se conecta a wi-fi. Todo Kindle tem um navegador experimental. Ali você consegue acessar qualquer site. Mas não vai ser o acesso mais rapido do mundo. O problema do teclado do Kindle na verdade é que o touch em si é muito lento. Então tudo o que você for acessar é meio lento. Ele permite que você monte uma lista de sites favoritos, você consegue fazer downloads direto do Kindle, mas tudo com calma, não seja afobado. Usar um e-reader as vezes pode ser um exercício de paciência.  Se você quer acesso rápido a internet acho que é melhor comprar um tablet.

#3 Dificuldade para me envolver com o livro

Não sei qual o motivo, mas sempre que eu leio pelo kindle eu fico com a impressão que eu não consegui mergulhar completamente na história. Sempre que a gente começa um livro novo tem aquela fase de se adaptar ao universo que o autor apresenta ali e aos poucos se envolver cada vez mais com personagens e as situações. A impressão que eu tenho é que sempre que eu leio no Kindle eu não saio dessa fase de adaptação.

Algumas pessoas se acostumam bem com o Kindle, outras detestam e espero que no mundo exista mais pessoas como eu, que gostam do kindle, mas mesmo assim parece que existe alguma barreira ainda.  Não sei explicar.

#4 Alguns problemas com E-books

Esse tópico eu vou dividir em duas partes. Primeiro eu vou falar de e-books originais. Mas o meu incomodo com e-books é o preço deles. Primeiro que nem todas as editoras trabalham com livros digitais, entre as que trabalham nem sempre colocam todo o catalogo deles nesse formato. E quando você encontra o livro que você quer em e-book o que acontece? Sim, ele tem praticamente o mesmo preço que um livro físico. E ai você precisa se questionar:

Você comprou o kindle com a intenção de gastar menos ou com a intenção de economizar espaço, praticidade de poder levar varios livros, de varios tamanhos diferentes, sempre para onde você for?

 Quando eu comprei o Kindle logo pensei que eu ia economizar muito dinheiro, eu sempre achei que o mais lógico é que os preços dos e-books fossem menores. Mas não é bem assim.
A Amazon, por exemplo, vive entrando em promoção. Eu tenho lá uma lista de livros desejados e várias vezes eu fico fuçando pra saber se caiu o preço de algum. O que eu reparo é que é muito comum o livro físico ficar mais barato que o e-book.  Eu fico muito desestimulada a comprar o e-book. Eu me dou muito melhor com o livro físico, eu gosto de colecionar livros e ainda vou pagar mais caro em um e-book? Não faz sentido pra mim. Lógico que as vezes aparece algum bem baratinho ou aparece um Kindle Unlimited da vida e tudo faz sentido de novo. Mas eu realmente acho que e-book é muito caro. Não entendo de mercado editorial, então fico só reclamando mesmo.

E ai vem a segunda parte: os livros piratas. Como o e-book é caro, você ta sem grana qual é a solução? Baixar um arquivo de graça na internet. Existem vários sites que disponibilizam milhares de livros prontos para o e-reader, isso sem falar dos arquivos em PDF.

O problema é que esses arquivos muitas vezes tem problemas. Ou você não consegue mudar a fonte do arquivo e tem que ler em uma fonte muito ruim, ou o arquivo é recheado de erros de digitação, umas traduções bem duvidosas e eu sinceramente já peguei muito arquivo que eu duvido muito que estava completo. Toda a minha dificuldade de ler e-book fica ainda maior quando pego esses livros problemáticos.
As vezes você vai baixar e o site coloca a capa de uma edição recente, de uma editora que você confia, mas na verdade não tem nada a ver, aquele texto é muito mais antigo, de outro tradutor ou sabe lá qual foi a origem. Então não é também lá a melhor solução.

Quebra um galho? Sim, mas né… não tem como confiar 100%.

O post ficou meio grande, porque eu acabei detalhando demais meus problemas com Kindle pra não ficar uma critica muito jogada. Muitos desses problemas se aplicam para qualquer e-reader, pelo o que eu pesquisei não existem diferenças tão gritantes entre eles.

assinatura

Anúncios

18 comentários sobre “#4 Pontos negativos do Kindle

  1. #3 esse problema não é “privilégio” do Kindle, acho que é um problema de ebooks.

    Tenho a mesma sensação que você… e quando menos percebo o livro já acabou, sendo que parece que estou eternamente no início do livro.

    Minha tiuria é que nossos leitores (Kindle, Kobo e afins) pasteurizam os livros, as fontes ficam todas iguais, mesmos tamanhos, mesmas formatações de texto, etc…

    Um livro físico tem a sua identidade visual própria e nisso inclui o tamanho e tipo da fonte, e da formatação do texto.
    Fora o fato de se perceber avançar na leitura fisicamente, o progresso página por página.
    Acredito que esse seja o efeito psicológico do livro físico.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu tava conversando com um amigo sobre isso e ele falou exatamente isso. Eu gosto demais do Kindle, mas eu não consigo ficar só com ele. Eu sinto falta do peso dos livros, do trabalho gráfico, a textura das páginas.
      Eu já tentei ficar trocando a fonte do Kindle a cada livro novo, mas não é a mesma coisa. O texto tem sempre o mesmo formato. E pra completar eu Viciei tanto em usar o Kindle pra ler no escuro antes de dormir que agora ele sempre, sempre, me da sono hahaha. Livros de papel ainda ocupam um espaço maior no meu coração

      Curtir

  2. Eu ainda acho que fiz uma das melhores compras da minha vida com o kindle, mesmo com esses problemas citados (e outros que me incomodam um pouco tb).
    Não deixei de comprar livros físicos, mas dou preferência para edições de luxo e livros raros. O resto não me preocupo em ter algo diferente de um ebook. Nesse caso acabo gastando tanto ou até mais do que gastava antes. Sem falar que acabo comprando alguns ebooks também.
    O que eu menos gosto do kindle é não ler epub, mas de resto nada mais me incomoda muito… a o teclado também é ruim. Tanto que eu gostava mais do 3 antes dele estragar. Agora poder ler livros que não estão mais nas prateleiras e as editoras não tem intenção nenhuma de relançar torna ele de uma utilidade ímpar.

    Curtir

    1. Olá Anderson!

      Ah mas isso do epub é bem fácil de converter também. Mas realmente é bem mais fácil encontrar e-books em epub.
      O que mais me incomoda é o teclado, eu sempre dígito tudo errado por esquecer que ele é lento.
      Mas concordo com vc, Kindle é muito amor haja

      Beijos

      Curtir

    1. Pois é, essa parte sempre me intriga! Eu sei que ainda envolve o trabalho de muita gente e tal, mas acho que só de não gastar com impressão, distribuição e tudo mais, deveria baratear os e-books. Mas não sei como funcionam essas coisas.
      E a minha capinha é da loja doce quimera, lá sempre tem várias capinhas belezinhas!

      Beijos

      Curtido por 1 pessoa

    2. A questão do livro digital e seu preço não envolve apenas a ausência de papel e toda a linha de produção envolvida nisso.
      Nos livos digitais uma boa parte do preço refere-se a direitos autorais e diversos impostos e intermediários. Por exemplo, no livro impresso não existe o Digital Rights Managments (DRM), que impede a cópia não autorizada, uma tentativa de evitar a pirataria, e essa licença custa por volta de R$ 80 mil. Para a editora a ausência de custos com papel é irrelevante,pois ele continuam tendo gastos com editoração, marketing e divulgação.
      Quanto às lojas que vendem os livros digitais, elas tem um risco maior do que com livros impressos e gastos com servidores que fazem a sincronia e armazenamento de informações das contas dos usuários, e também com a a rede whispernet. Todos tem um alto custo.

      Curtir

      1. Entendo td isso que vc explicou, já tive algumas discussões com amigos sobre o assunto. Sei que não é pq o livro é digital que ele vai sair praticamente de graça pra editora, entendo os custos de produção e td mais. Mas ainda não vejo justificativa para tantos livros digitais custarem o mesmo preço, mas principalmente mais caro que um livro físico. E não é incomum encontrar esses preços tão altos em e-books. Já cansei de ver e-book de livros que já estão em domínio público custarem mais de 30 e até 40 reais. Acho que a questão é bem delicada, e contínuo achando que os preços são abusivos.

        Curtir

    1. Olá Tainan tudo bem?
      Da uma pesquisada nas imagens na internet. No YouTube tem muito vídeo bacana que mostra como fica PDF no Kindle. O canal da Tatiana Feltrin tem um vídeo excelente que mostra em detalhe.
      Eu uso muito o Kindle pra ler PDF. Todos esses pontos negativos que eu falei aqui foram coisas quenme decepcionaram um tanto, mas nem por isso são coisas que pesam muito ou que realmente me atrapalham.
      O PDF é bem fácil pra converter pra mobi, o problema é que tenho muito texto em duas colunas e aí quando converte ele sai da ordem. Mas colocando no modo paisagem fica perfeito pra mim. Só que quando comprei esperava que fosse possível converter qualquer arquivo e ler tranquilamente sem aplicar a imagem.
      Pesquisa com calma e avalia bem se o Kindle atende suas necessidades 😀
      Beijos

      Curtir

  3. Eu sou o contrário, mergulho muito mais na história lendo no Kindle. Me dá menos distrações, e é mais confortável de segurar que um livro. A indicação de quanto tempo falta para terminar um capitulo é bem útil, ao meu ver, pois programo na mente quanto tempo seguirei lendo antes da pausa. Leio muito mais desde que comprei meu kindle paperwhite; e digo mais, acho uma leitura superior ao do papel. Muito melhor, na minha opinião.

    Curtir

    1. Eu já sou o contrário. Os livros físicos me agradam muito mais. Gosto do cheiro, da textura, do peso… Acho que vários detalhes das edições, desde a capa, a fonte, a diagramação, enfim, varios pequenos detalhes, enriquecem demais a experiência de leitura. No e-book é sempre o mesmo formato, mesmo mudando a fonte, não tem detalhes diferenciados pensados para aquele livro em especial. É tudo mais do mesmo. Acho que isso tira muito da identidade do livro.
      Amo o Kindle, não fico sem ele. Sempre leio um e-book e um livro físico ao mesmo tempo, mas minha relação com o papel é muito mais intensa.
      Mas aí vai muito de cada um. A graça é justamente essas diferenças, como cada um se adapta a leitura.

      Beijos

      Curtir

  4. Olá Natália,

    uma alternativa que encontrei para o problema do pdf é transformar o arquivo em txt (bloco de notas). Às vezes não funciona muito bem, pois o “sucesso” dessa tática fica a depender do tipo de diagramação do arquivo original. Funciona também quando quero ler algum arquivo word e tô sem paciência pra ler no computador.

    Sobre os preços, concordo contigo. Em se tratando de ebooks em português, em alguns casos não é vantajoso. Já os livros em inglês, acredito que alguns deles possuem um prazo razoável, se levarmos em conta a disparidade cambial. O lance é ficar acompanhando as promoções que vez ou outra aparecem.

    E em relação ao envolvimento na leitura do livro, acho que pra mim depende muito do que eu tô lendo. Às vezes, quando a leitura tá super agradável, eu ponho uma fonte média pra grande e a leitura passa num ritmo legal. Enquanto que há momentos em que prefiro ler a versão impressa, por causa da diagramação e da proposta da obra.

    Curtir

    1. Olá, tudo bem?
      Então o problema com PDF é que nenhum tipo de conversão funciona bem com textos em duas colunas. Os conversores acabam misturando os parágrafos dos textos. Quando baixo e-book em PDF é sucesso, pq é bem simples converter o arquivo. Mas com texto em mais de uma coluna realmente não tem solução. Mas me dou muito bem lendo no modo retrato. É menos confortável, mas não me incomoda muito não. É só um inconveniente na verdade.

      Acho que por mais que o Kindle permita formatar o texto os livros acabam sempre com a mesma cara e isso me desanima um tanto na leitura. Mas não sei, a questão de se adaptar aos livros digitais é muito pessoal. Por mais que eu goste muito do Kindle e não fique sem ele, sou do time dos livros físicos hahah

      Beijos

      Curtir

  5. Ótimo post! Contudo eu adoro meu Kindle. Acho que com ele, consigo ler mais e melhor que no papel. Acredito que isso vai de cada pessoa. O que me faz ficar um pouco frustrado com os ereaders é a falta de cor na capa, já que nosso e-ink é só em tons de preto. Também odeio o teclado dos ereaders, mas como uso pouco, pois quase não anoto nada, não me faz diferença. Adorei o blog.

    Alexandre Melo
    http://doqueeuleio.com.br

    Curtir

  6. Será que eu ainda recebo resposta a essa altura do campeonato?

    Preciso comprar um atlas de anatomia e um livro texto caríssimo (pra mim pelo menos).
    Tava pensando em comprar um Kindle e ler o pdf do atlas e tals. Ele lê imagens? Muitas imagens? Muuuuuitas mesmo?

    Curtir

    1. O kindle le imagens sim, vc vai usar o Sobotta que praticamente não tem texto? o problema do kindle é que a tela é pequena e em preto e branco. Vc resolve a questão do tamanho com zoom, mas vai do seu criterio. E se o livre tiver texto dividido em mais de uma coluna por pagina o livro fica desconfigurado, caso vc faça a com versão de pdf pro formato kindle.

      Curtir

  7. Olá, parabéns pelo blog 🙂
    sobre o primeiro problema também fiquei intrigado em não conseguir converter meus artigos com duas colunas para o formato .mobi.
    Encontrei um programa chamado k2pdfopt (tem para windows, linux e mac os) que funciona com pdf de até 4 colunas. Ele tem dois probleminhas: 1) não gera .mobi, mas sim um pdf com a aparência (fontes grandes) de um e-book. 2) interface é meio feinha e não muito intuitiva.
    De qualquer forma, acho que vale a pena dar uma olhada.
    Abraços 🙂
    Meu Kindle é um “comunzão” 8ª geração sem luz embutida (:

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s