De onde vem o vicio por livros

Correm boatos pelas redes sociais que hoje é o dia do leitor. Vou me aproveitar pra falar sobre como criar o hábito de leitura.
A primeira coisa que muita gente esquece é que ler também é rotina. Lógico que é uma atividade muito prazerosa e que faz a gente relaxar, mas é preciso criar o hábito de ler. Se não a gente sempre acaba deixando pra depois e no fim das contas não lê nada.

Quando eu entrei na faculdade acabei largando os livros aos poucos e preferia usar o tempo livre pra me focar na vida social. O meu erro foi achar que eu precisava escolher entre o amor pelos livros e a vida social.

Eu continuava falando pras pessoas o quanto eu gostava de ler, continuava surtando nas livrarias, tinha o maior carinho pelos meus livros, mas ler mesmo que é bom ficava em segundo plano.

Acontece que eu preciso de literatura na minha vida. Sou uma pessoa extremamente ansiosa e fico com insônia com a maior facilidade do mundo. Essa ansiedade toda também atrapalha absurdamente a minha concentração.  Além disso, como vocês podem perceber, eu tenho muita dificuldade pra me expressar. Eu escrevo e falo muito mal. Acabo fazendo tudo muito atropelado. Quando eu leio com frequência eu consigo me acalmar, minha concentração volta ao normal, consigo dormir muito melhor e se eu realmente quiser até consigo dormir cedo. Outra vantagem é que a minha memoria volta a funcionar pras coisas realmente importantes. A vida é linda quando eu leio! Meu vocabulário volta ao normal e eu consigo me comunicar direito com as pessoas. Ou seja, minha vida social e a acadêmica melhoram muito.

Mas como eu falei ler é habito. Não adianta gostar de ler, tem que se acostumar a ter sempre um livro por perto e lembrar que muito melhor que perder tempo olhando as mesmas coisas no facebook ou ver as mil novas selfies dos amiguinhos no instagram, é poder sentar e conhecer uma historia totalmente nova.  Em vez de mergulhar na vida e nos problemas dos seus amigos, mergulhe na vida de um personagem e aprenda mil coisas com eles.

Ano retrasado eu me dei conta do quanto eu tava me prejudicando nessa vida sem livros e fui recuperando aos poucos o meu vicio. Mas 2014 foi quando a situação não só normalizou como foi o ano que eu mais li. Não to falando só pelo numero de livros, mas foi o ano que eu mais li livros incríveis.

O que me ajudou muito foram os blogs sobre livros e principalmente o desafio de leitura do Livrada!. Esse desafio abriu minha mente e me fez lembrar de livros que eu queria ler e que ficaram esquecidos em alguma lista antiga.

Se você não costuma ler mas é fissurado em fazer listinha e resoluções de ano novo e semana passada escreveu “quero ler mais em 2015” não faça nada muito extremo. Baby steps meu pequeno padawan. Trace metas de leitura. Que tal uns 6 livros no ano? Não é nada impossível.
Ou outra meta que um professor meu sempre falava, leia 10 paginas todos os dias. Aos poucos você se acostuma a ter sempre um tempinho do seu dia dedicado a leitura e o ritmo vai aumentando. Pra quem já gosta muito de ler mas tava naquela fase broxada da vida, recomendo brincar de desafios de leitura como eu fiz ano passado. Esses dias postei na pagina do Literateca no facebook um desafio nível hard que ta rolando em alguns grupos de leitura na internet. Mas esse é bem complicadinho e exige uma dedicação grande. O livrada já lançou uma nova proposta de desafio de leitura pra 2015 que eu também coloquei na pagina do Literateca.

E além de tudo a tecnologia ta ai pra facilitar a vida de qualquer um.  Ter o kindle sempre comigo, cheio de opções de livros pra ler, fez com que eu conhecesse muita coisa boa em 2014. (já falei um pouco sobre isso no post Sobre Kindles e livros)

O post já ficou muito maior do que eu queria, mas a ideia central é: não fique esperando um milagre. O amor pela literatura não vai surgir do nada. Se acostume  a ler que vai fazer bem demais pra sua vida. E quem sabe você também não se apaixona de vez e vira mais um viciado em livros?

Então meus queridos, vamos abrir a mente. Vamos brincar de desafios literarios pra tirar as teias de aranha das prateleiras de livros. Vamos dar mais livros de presente pras crianças, quem sabe assim não conquistamos mais um leitor? Vamos largar a preguiça e ler mais esse ano.

Gente, esse foi o primeiro post sobre hábitos de leitura (talvez segundo se contar aquele post sobre as vantagens de Kindle). Se vocês gostarem e quiserem ler mais textos sobre manias que facilitam a vida dos leitores me avisem. Ainda estou analisando a possibilidade de fazer uma categoria fixa com esse tema. Trabalhamos com sugestões.

Anúncios

Um comentário sobre “De onde vem o vicio por livros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s